Craque DIEGO SOUZA largou tudo e foi para novo esporte profissional?

Diego Souza, entre chegadas e partidas, representou o Sport por cinco temporadas. Após se aposentar oficialmente do futebol, com uma última atuação na Ilha do Retiro no ano anterior, rapidamente encontrou uma nova maneira de retornar ao clube.

Desta vez, Diego Souza se aventura no futevôlei, marcando sua sexta passagem pelo Sport, mas em uma modalidade diferente. Ao decidir entrar na crescente Liga Nacional de Futevôlei, ele entrou em contato com Yuri Romão, presidente do Sport, solicitando permissão para representar o clube e usar o uniforme rubro-negro nas competições. O clube deu seu consentimento sem hesitar.

“Eu já tinha encerrado (a carreira). Voltar para o Sport era uma situação complicada, mas estou voltando para vestir essa camisa novamente. Achava que eu não voltaria, voltei novamente! Mesmo frio na barriga. E pode ter certeza que estou muito feliz em voltar a vestir a camisa. Mesmo não sendo futebol, mas a representativa dessa camisa é fora de série e vou sempre dar o meu melhor enquanto tiver vestindo a camisa do Sport.”

Qual o torneio?

A Liga Nacional de Futevôlei é uma competição itinerante que acontece em várias cidades do Brasil, com estruturas montadas especificamente para os jogos. Uma das condições estabelecidas por Diego Souza para se juntar à Liga foi que pelo menos uma das etapas fosse realizada em Recife.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O torneio conta com a participação de clubes consagrados do Brasil, que fornecem uniformes e sua marca. Cada equipe inclui pelo menos um ex-atleta de futebol e três jogadores profissionais de futevôlei.

No time do Sport, Diego Souza trouxe nomes como Rafael Longo e Michel, que competiram pelo vice-campeão São Paulo no ano anterior, além de Alexandre Cabeça, um destaque da modalidade em Pernambuco. Na Liga, os ex-jogadores de futebol devem permanecer em quadra até o nono ponto nos dois primeiros sets e até o oitavo ponto no terceiro set, se necessário.

As regras permitem substituições após esses pontos, incluindo a possibilidade de substituir o próprio ex-atleta. Os jogos são disputados em melhor de três sets, com pontuações de 18-18-15 pontos.