CEARÁ quer que jogador do SPORT assuma dívida com outro clube

O impasse judicial entre o Ceará e Chrystian Barletta parece longe de se resolver. Na segunda-feira (11), a Justiça negou o pedido do clube para que o atacante assumisse a dívida de R$ 4,4 milhões com o São Bernardo, seu ex-clube. O Ceará afirmou que recorrerá da decisão.

A juíza Karla Yacy Carlos da Silva, da 9ª Vara do Trabalho de Fortaleza, explicou que o recurso do Ceará foi rejeitado devido à ação ter ocorrido após a homologação da sentença. A decisão judicial estabeleceu que o clube deve pagar R$ 2 milhões e resolver a questão dos direitos do jogador diretamente com o São Bernardo.

O pedido do Ceará era para que Barletta assumisse a dívida total de R$ 4,4 milhões referente aos direitos econômicos. O advogado do atleta defendeu que o acordo foi feito de forma consensual entre as partes e que o clube está buscando algo que não existe.

Ceará está nervoso com a situação

O departamento jurídico do Ceará anunciou que recorrerá da decisão e, se necessário, se unirá ao São Bernardo para mover uma ação na esfera civil. Em fevereiro, a 17ª Vara do Trabalho de Fortaleza acordou que o Ceará pagaria um total de R$ 2 milhões pela rescisão de Barletta, além de R$ 600 mil referentes a atrasos nas comissões com o empresário do atleta.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em uma coletiva, Fred Bandeira, Diretor Jurídico, explicou que o Ceará pagaria os valores em 24 parcelas. Ele também esclareceu a situação dos direitos econômicos do atacante. Anteriormente, o Ceará adquiriu 50% dos direitos de Barletta por R$ 6 milhões do São Bernardo, clube onde ele foi revelado.

No entanto, o alvinegro só conseguiu pagar um terço do valor, aproximadamente 15%. Os 35% restantes não foram pagos. O acordo judicial determinava que o clube entrasse em entendimento com o clube paulista para restituir essa porcentagem. No entanto, o Ceará voltou atrás após a homologação, decidindo que Barletta deveria arcar com os R$ 4,4 milhões, proposta que o jogador não aceitou.