Atualização sobre título do Sport está gerando grande polêmica

O Sport causou surpresa ao atualizar seu site oficial nesta terça-feira, 23, incluindo o Torneio Norte-Nordeste de 1968 como um título brasileiro. Essa mudança ocorre no contexto de uma comissão formada pelo clube junto ao Ceará, Fortaleza, e as federações de futebol de Pernambuco e Ceará (FPF e FCF), embora a CBF ainda não reconheça oficialmente esse título como nacional.

Historicamente, o campeonato do Norte foi segmentado em dois torneios regionais – Norte e Nordeste – naquele ano. O Sport conquistou o campeonato do Nordeste e enfrentou o Remo pelo título do Norte. No primeiro confronto, realizado em 23 de fevereiro de 1969, o Sport saiu vitorioso por 3 x 1. Na partida de volta, em seu estádio, em 2 de março, venceu por 2 a 1.

A iniciativa de reconhecimento do Torneio Norte/Nordeste como campeonato nacional, similar ao que ocorreu com a Taça Roberto Gomes Pedrosa, partiu dos clubes e federações envolvidos na comissão, e ocorreu em fevereiro.

O que foi postado?

“O Brasileirão do Norte foi dividido em dois torneios regionais, o Nordeste e o Norte. No primeiro torneio, o Sport liderou seu grupo e classificou-se para o quadrangular decisivo da chave, garantindo o título regional e a vaga para final contra o campeão do Norte após vencer o Clássico das Multidões na Ilha do Retiro por 4 x 1, no dia 22 de dezembro de 1968. “

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Na final do Brasileirão do Norte, duas vitórias sobre o Remo. Na primeira partida, no dia 23 de fevereiro de 1969, triunfo por 3 x 1. Na Ilha, no dia 2 de março, mais uma vitória, desta vez por 2 x 1, com dois gols de Zezinho. “

“O Sport Club do Recife sagrou-se campeão brasileiro do eixo Norte do Brasil e partia para disputar o título do Torneio dos Campeões da CBD contra os campeões brasileiros do eixo Centro (Grêmio Maringá/PR), do eixo Sul (Santos) e o campeão nacional da Taça Brasil (Botafogo). “

“O time titular na grande decisão: Miltão; Baixa, Gilson, Bibiu e Valter; Altair, Dema, Zezinho e Tonel; Soares e Fernando Lima. Técnico: Astrogildo Neri.”

Importante destacar que em 2024, o Sport, ao lado de Fortaleza, Ceará, FPF e FCF formaram uma comissão para solicitar junto a CBF a unificação desse título ao Campeonato Brasileiro.